Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marcos Resende Histórias

Marcos Resende Histórias

A Vida Como Ela É

Telefone 01.jpg 

Índice Histórias   Índice Geral

CONTO-RELÂMPAGO


Ele, depois de alguns meses sem contrato profissional, voltou a trabalhar. E voltou com tudo, convidado com pompa e circunstância por uma empresa de primeiro mundo, para uma função à altura do que ele sabe fazer bem; com remuneração condigna e privilégios justos.

Ah, mas foi só o primeiro conhecido saber, e a notícia se esparrama pelo chão pior que batatinha quando nasce. O telefone — mudo havia quase 8 meses  — agora não para mais! No Facebook, onde nem um "olá" rolava, agora curtem qualquer bobagem que ele põe. Os amigos? Gente, como certos amigos são engraçados, puxa vida! Sempre tão ocupados e agora, de uma hora para a outra, parece que combinam e reaparecem. Todos. De uma vez. E chegam com uma fome!!! Sim, deve ser, porque só falam em sair pra almoçar, jantar, cafezinho, convidam pra churrasco, "happy hour", pescaria...

E ele, filosoficamente, acostumado a períodos de vacas magras e gordas, cada vez mais se convence de que o ser humano, como insistia o Abujamra, é realmente "uma experiência que não deu certo. Desculpem, mas, infelizmente, o papo terá que terminar aqui, porque o telefone está tocando. Os dois ao mesmo tempo, o fixo e o celular. Alô...


(A Vida Como Ela É tem este título em homenagem a Nelson Rodrigues, o gênio que deu origem à série.)

 

Índice Histórias   Índice Geral